outubro 26, 2009

O Sono de Um Anjo

"Quando ela dorme,como dorme a estrela
nos vapores da tímida alvorada,
e sua doce fronte extasiada,
mais perfeita que um lírio, e tão singela,

tão serena, tão lúcida, tão bela,
como dos anjos a cabeça amada,
repousa na cambraia perfumada,
eu velo absorto o casto sono dela

e rogo a Deus,enquanto a estrela brilha,
Deus que protege a planta e a flor obscura,
e nos indica do futuro a trilha,

Deus, por quem toda a criação se humilha,
que tenha pena dessa criatura,
desse botao de flor - que e a minha filha."


Luiz Guimarães Júnior


essa foi para você mãe
a poesia que você disse que ama porque te faz lembrar de mim
um grande beijo
Laura.

4 comentários:

Rute disse...

Que homenagem linda a sua mãe, tenho certeza que ela adorou!
Beijinhos e boa semana!

Nina disse...

Oh meu Deus! que poema lindo, e que linda a Laura,ohh gente, como diz o povo la em BH, benza Deus!

Eneida disse...

Lindo!
Realmente mãe vale isso tudo e muito mais!
Beijo!

Giorgia Vasconcellos disse...

É Laura....
Vc me prometeu que vai ensinar meu bebe a ser igual a vc.
Te amo.
Um beijo da sua Dindinha,
Gi