novembro 22, 2008

Colorido de Natal

Adoro Natal. Adoro as cores que o Natal traz e, principalmente as luzes que chegam junto com ele. Apesar de todo o significado cristão, humano e até filosófico que esta data possui, não é a isso que me refiro. Não agora.

Agora, falo daquela disposição que se encontra para montar uma árvore, fazer um arranjo, acender algumas lâmpadas. Toda vez que arrumamos nossa casa no Natal, acho que o sentimento que transborda em nosso coração é a ESPERANÇA. Enfeitamos a casa para esperar. Acendemos as luzes para esperar. Esperar um amanhã diferente. Preparamos a casa e as ruas para o Natal como uma forma de mostrar que o nosso coração também se prepara e espera, e que, apesar de tudo o que possa ter acontecido durante todo o ano, acreditamos que o próximo será melhor. Acreditamos também que nós seremos pessoas melhores, nos esforçaremos mais, nos dedicaremos mais e, claro, seremos muito, muito mais felizes.

Imagino se esse sentimento tão bonito fosse demonstrado não somente na hora de arrumar a árvore e preparar a casa, mas sempre que fossemos fazer alguma coisa. Qualquer coisa. Se todo o cuidado com os enfeites, com a escolha das fitas, com a posição das lâmpadas se transferisse para as nossas ações do dia-a-dia, talvez, aí sim, pudessemos esperar com mais certeza...Não sei...

Mas sei que adoro este sentimento, adoro a árvore montada, a casa diferente. Gosto cada ano mais. E quero continuar gostando. Assim, terei a certeza de que o meu coração continua querendo esperar, continua buscando ser melhor.

Ao lado disso tudo, vejo os olhos lindos das minhas pequenas acompanhando a mim e às duas avós (que privilégio, não?) quando colocamos cada enfeite ou mudamos qualquer coisa de posição. Olhando tudo isso, como não ter esperança? Como não acreditar em um mundo melhor? Como não exibir um sorriso orgulhoso?

O Natal para mim é assim, feito de sorrisos, luzes, enfeites e brilho nos olhos. Um brilho nos olhos que só pode existir em quem espera...

12 comentários:

Eneida disse...

Palavras lindas!
Houve um tempo em que não gostava de Natal. Achava uma data muito triste. De uns tempos pra cá, mudei meu ponto de vista, e passei a sentir que eu tinha, graças a Deus, mais motivos para sorrir, e não tinha o direito de passar uma energia triste.
Fui a cada ano melhorando isso, e hoje não carrego tristeza, mas muita energia boa! Arrumo a casa, os arranjos, as comidas, as roupas, com uma esperança, como você disse, e uma felicidade no coração.
Acredito que a gente pode contribuir para um mundo melhor com energias boas também!
Adorei suas paalvras e estou ansiosa para montar meus arranjos!
Adorei o post!
Beijo!

Bel disse...

Renata,
Nossa ... meus olhos "ternos e curiosos" vieram aqui pra te agradecer.Pra minha surpresa percebi que durante a leitura eles se apertaram um tanto mais e se encheram de transparências. Quase rolaram ... Parece que consegui visualizar todas as luzes e enfeites que te rodeiam. Senti tua esperança viva. Senti que a espera pode ser iluminada.
Adoro esses dias que antecedem o Natal ... é a melhor época do Ano.
Lindo teu texto ... linda deve ser a tua casa.
Um beijo terno,
Bel.

Joaninha Bacana disse...

Concordo totalmente :o) Aaaaaamo essa época :o))) E viva o Natal, com seus enfeites, o cheiro do pinheiro, das gostosuras no ar. Pensar com carinho nas pessoas amigas, preparar pequenos presentes, enviar cartoes, é tudo muito gostoso! Definitivamente, amo muito tudo isso :o)))
Beijos,
Angie

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

Infelizmente, não gosto de Natal, tenho apenas mas recordacoes desse momento do ano por razões familiares. Quem sabe, quando eu tiver a minha propria familia, eu passarei a gostar?

Beijo meu ♥,

A Elite

Claudia Pimenta disse...

oi renata! acho o natal uma época de renovar as esperanças nos homens... e p/compartilhar a vida ao lado dos que amamos! que o nosso natal seja lindo! bjs, querida!

ju k disse...

q bom q vc gostou do meu post, seja sempre bem vinda. e boa sorte com a obra. bju

Nina disse...

Ooh Rê, que lindo! eu tbm adoro natal e tudo o que ele representa. Acho lindo o colorido, o brilho, a preparacão da festa, a arrumacão da árvore, tudo!

tenho todas as maravilhosas lembrancas dessa época na memória. e sempre foram tão bons os nossos natais.

logo logo tbm já vou arrumar a casa com as decoracões e ter a ajuda dos meus dois, já não tão pequenos, ajudantes, e vou ver os olhinhos deles tbm brilhar.

um bj!

Stéphany disse...

Lindoooooo!
Eu sempre amei o natal e, como vc colocou aqui, não só pelo significado, mas por todo esse sentimento de espera e de mudança, todo o cuidado que colocamos em cada detalhe.
Tem uma frase de Aristóteles que casa bem com o que vc disse: "Felicidade é ter o que fazer, ter algo que amar, e algo que esperar".
Um beijo bem grande pra vc, imensamente grata por sua visita no blog e suas doces palavras!

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

Obrigada pela mensagem cheia de força boa :)

Beijo meu ♥,

A Elite

Sabrina Jung disse...

Falou bem Renata!
Que texto lindo! É bem isso mesmo, no Natal parece que a esperança se renova e voltamos a sonhar com um mundo melhor. Adoro Natal!! Acho uma época linda. Eu nasci no dia 21/12, então minha mamis me colocou, na noite de Natal, embaixo do pinheiro e disse que eu ficava olhando as luzinhas coloridas! Acho que é daí que gosto tanto de Natal.
Que bom que falta pouco, né??
Um beijão!!

SGi/Sonia disse...

Gosto do Natal só por ser natal e pronto.
Nada disso comercial, apesar de adorar um pacotinho de presentes, não encaro o Natal como uma época só pra isso.
Gosto das luzes, da maneira como as pessoas se arrumam, das comidas, das musicas(até agüento numa boa a Simone cantando em plena véspera de Natal no mercado lotado...), a felicidade das pessoas, das crianças tentando descobrir se Papai Noel existi...

ô coisa boa!

Beijins com felicidades:*

Lúcia disse...

Oi!!
Obrigada pela visitinha!
Amei o seu template!!!
Sobre o natal, eu não me animo muito não, mas também não fico depressiva. Quem sabe quando tiver filhos... Mas acho a data de hoje muito bonita, é o 'dia de ação de graças', pouquíssimo difundido no Brasil.
Bjão!