fevereiro 06, 2009

Volta às aulas

Cadernos novos, estojo de canetinha completo, cheirinho de papel novo, ansiedade, preocupação...Há quando tempo não sentia a empolgação da compra do material escolar! Laura e Elisa cursavam a educação infantil até o ano passado, e a lista de materiais nunca passava de revistas velhas para recortar, livrinhos de leitura, objetos diferentes. O resto sempre foi providenciado pelo próprio colégio. Esse ano, Laura passou ao Ensino Fundamental, o que me fez deparar com uma lista enorme de cadernos, canetas, lápis e livros e me fez retornar facilmente à infância.

A ansiedade dela era enorme. E eu me via de novo, em seus olhinhos brilhantes, cheios de promessas de capricho e responsabilidade. Eu poderia ter impresso as primeiras folhas no computador, com desenhos modernos que apresentassem as matérias: Língua Portuguesa, Matemática, Educação Religiosa, Ciências Humanas e Ciências da Natureza. Mas não. Eu preferi fazer cada capa à mão, mesmo não sendo tão habilidosa, com ela ao meu lado. Me lembrei exatamente de quando a minha mãe enfeitava as primeiras folhas dos meus cadernos e, depois, pedia ao meu pai que escrevesse o nome da discipina. A letra dele era linda! E eu acompanhava cada traço, ao ponto dele me pedir: "-Filha, afasta um pouquinho senão o papai vai errar!".

Engraçado isso...Eu tive que pedir à Laura que se afastasse por diversas vezes, porque ela queria acompanhar cada pontinho que eu fizesse. E achou tudo lindo, como se eu fosse a artista mais habilidosa do mundo...

E no domingo, véspera da volta às aulas, foi difícil o sono chegar para ela. A ansiedade não deixava. Eram muitas perguntas, muitas dúvidas, muita vontade que amanhecesse logo o dia e ela pudesse logo atravessar os portões da escola. Aquele mesmo sentimento que eu senti tantas vezes, do mesmo jeitinho...Às vezes fico pensando que Deus nos dá a oportunidade de vivermos de novo a nossa vida, passarmos a limpo mesmo, através de nossos filhos...

E o primeiro dia de aula, finalmente chegou. Uma segunda-feira colorida, quente, agitada, feliz. Sorrisos ansiosos, as mãozinhas transpirando de nervoso. Rostinhos novos, reencontros alegres. Para Laura, a primeira vez que usou uma mochila de rodinhas, que na educação infantil era proibida. Um orgulho sem tamanho. Para elas, para nós. Uma segunda-feira que elas não vão esquecer. Nem eu.

10 comentários:

Bel disse...

Aiiii.... Renata,

Que experiênciA mais amorosa essa que resgatastes ... essa que prolongastes! Cheguei a me emocionar com teu relato. Essas imagens de encapar os cadernos, de escrever os nomes das matérias. Esses cheiros de coisas novas, de possibilidades ... Lindo! Linda!
Mas ficou ainda mais em mim ... o que descrevestes como "promessa de capricho" ... vou guardar isso porque quero pra mim ... prometer caprichar na vida!

Um beijo nelas e em ti.
Memórias são heranças!


Bel

Lúcia disse...

Saudades do meu tempo de escola. Espero que a tua filhota aproveite bastante, eu aproveitei muito. Bjins

SGi/Sonia disse...

Rê, sabe porque os filhos remoçam a gente?
Por sensações como essa que você descreveu.
A gente vive novamente emoções com eles.
As aulas dos meus meninos começam nessa próxima segunda-feira, o Caio não está nem aí, mas o Pedro que ainda está no pré III, não vê a hora de voltar para a escola.

Beijins:*

Claudia Pimenta disse...

oi renata! ah, ainda me lembro desta sensação... tão gostosa, né? parabéns, querida! bjs e ótimo fim de semana!!!

Eneida disse...

Isso é uma delícia!
Curtir os materiais, os colegas, a nova sala de aula!
Que legal você curtir com ela!
Beijo!

Nina disse...

Pois to aqui de olhos marejados rsrsrs

Re, vc descreveu tao bonito e me levou tbm ao tempo que eu encapava cada livro das criancas, que tbm me faziam lembrar qd eu encapava os meus próprios. Que delícia de texto!

que lindo!!
que as meninas sejam mt felizes na escola!

Sabrina Jung disse...

Ai que amor!!!
Sabe, Renata, até hoje me lembro perfeitamente do cheiro do plástico que a minha mãe encapou meus cadernos do primeiro ano!
Nossa!! Que bom lembrar disso!
E eu chegava em casa e queria logo fazer os temas, antes de almoçar!
Já era estressada e exigente demais comigo mesma, hehehe...
Que bom que é poder reviver isto tudo através dos seus filhos!!
Uma linda semana pra vocês!!!
Bjos!!

Giorgia Vasconcellos disse...

Re:
Vc é única, exclusiva.
Uma delícia ler seus textos e me emocionar em todos eles.
Já te falei mil vezes e repito, sem vergonha, sem pudor:
QUANDO "CRESCER" QUERO SER IGUAL A VOCÊ.
Inteligente, esperta, sabida, boa mãe, boa esposa, boa irmã, excelente filha. Orgulho pra todo mundo que te conhece e que te ama.
Vc sabe que me emociono e sou MUITO feliz por poder acompanhar nossas pequenas tão de perto. Nossas sim, porque vc sabe que elas também são minhas e do Dan. São nossos amores, nossas doçuras, nossos encantos, que nos alegram de perto só aos domingos, mas que nos fazem felizes a semana inteira, pois vc sabe que lembramos delas a todo momento.
TE AMO. Na verdade amo todos vcs... vc, o Rô, a Laura (minha afilhada LINDA!!!) e a Elisa (não é minha afilhada de verdade, mas de coração!)
BEIJOS, cheios de carinho,
GI

Lúcia disse...

E daí, como foi o primeiro dia? Obrigada pelo carinho nos comentários! Bjs

Chris disse...

Que delicia recordar a infancia atraves dos filhos! Essa sensacao gostosa do novo, do capricho, mais responsabilidades e conhecimento chegando...tudo no passo a passo...e bonito ver essas fases!
Lembro do meu tempo de escola tbm, cheirinho da borracha, caderno lisinho, canetinhas para fazer a margem caprichada na cartolina, e por ai vai, lembrancas pequenas e valiosas!
Bons estudos para suas meninas!!

E Muito obrigada por seu carinho e atencao a minha dorzinha de cabeca! GRacas a Deus passou, mas tbm ajuda sentir o carinho de vcs, e tantas solucoes que aparecem!

Vlw!!

bjks